Reajuste no Salário dos Bombeiros supera a inflação

O Brasil vive atualmente um cenário de crise econômica e política com o anúncio de cortes do governo federal que atinge o bolso dos trabalhadores e da população. O objetivo é conquistar mais receitas e superar os baixos índices do crescimento interno.

Independentemente desse quadro crítico, a categoria não abriu mão de sua trajetória de vitória nas últimas campanhas salariais e foi em busca de novas conquistas.

Prova disso foi o resultado econômico da atual negociação que garantiu 9,80% de reajuste salarial (com aumento real de 0,27%) e dos benefícios da alimentação: Vale Refeição e Cesta Básica.

“Superamos com diálogo as dificuldades impostas na mesa de negociações e nossa conquista financeira ficou acima da inflação do período, além da manutenção de nossas cláusulas sociais já garantidas em convenções coletivas passadas.

A partir do dia 1º de setembro de 2015, os salários serão reajustados em 9,80% (veja abaixo tabela dos pisos salariais), o Vale Refeição ou Vale Alimentação terá valor de R$ 18,66 e a Cesta Básica, R$ 98,82.

Já a PR (Participação nos Resultados) totaliza R$ 384,30, em duas parcelas de R$ 192,15.